PPL PODERÁ EXPULSAR O DEPUTADO BOMBEIRO BIANCHINI



O Partido Pátria Livre do Rio Grande do Sul lançou nota na semana passada, assinada por seu presidente Werner Rempel,onde informa ao povo gaúcho o encaminhamento à executiva nacional e à comissão nacional de ética do partido, o pedido de expulsão do deputado estadual Bombeiro Bianchini, pela sua desobediência a resolução partidária e votado a favor do PLC 249/2017. O partido considera essa matéria protagonista de um pacote de arrocho e de entreguismo do nosso estado, sendo lesiva aos interesses do povo gaúcho, levando nosso estado ao abismo.

A nota deixa claro que o deputado Bombeiro Bianchini traiu o partido e afrontou à orientação partidária ou ao programa do partido e isso é considerado uma traição ao povo gaúcho e aos seus eleitores, que seguramente ao depositarem seus votos em um dos candidatos do PPL, nutriam a esperança de serem representados com altivez na defesa dos interesses de toda a população.

Salienta a nota que "a submissão aos interesses nefastos da política imposta pelo governo Sartori, as motivações individualistas e eleitoreiras e a total falta de compromisso com o futuro de nosso povo, coloca o deputado Bianchini em trincheira oposta a do PPL e leva a executiva estadual do partido a encaminhar à comissão de ética nacional o pedido de expulsão de Bianchini dos quadros partidários."

Bombeiro Bianchini que começou sua trajetória na política como vereador em Santiago e hoje é deputado estadual, recentemente foi fotografado na RSC 377 por ter consigo a realização da obra de restauração desta rodovia junto ao governo Sartori, sendo que a mais de três anos várias lideranças políticas de São Francisco de Assis e região já haviam levantado essa bandeira. Por outro lado, circula nos bastidores de política que Bianchini já estaria negociando com o Podemos a sua ida para aquele partido.

Tecnologia do Blogger.