"

PRESIDENTE DO PP DIZ QUE FIM DE SECRETARIA SERÁ DESASTROSO PARA O ESPORTE

14:32:00

Foto: Facebook//Divulgação

A partir da notícia que o prefeito de São Francisco de Assis, Rubemar Paulinho Salbego (PDT) tomou decisão e enviou à Câmara de Vereadores o projeto de lei que trata sobre a possível extinção da secretaria de Turismo e Desporto, o presidente atual do PP ou "Progressistas", Altemir Ramos, se manifestou nas redes sociais, preocupado sobre o andamento de projetos e programas relacionados ao esporte, vinculados à pasta.
Veja o que escreveu, o presidente: 

"O Prefeito Municipal de São Francisco de Assis, RS, de forma unilateral e arbitrária, enviou projeto de lei para a Câmara de Vereadores extinguindo a Secretaria Municipal de esportes, sem ouvir os já indignados desportistas assisenses que permanecem em total abandono atingindo todas as modalidades. Assim, sob a justificativa de economizar e cumprir promessa de campanha, o prefeito extingue o cargo de secretário e outros, mas em contraponto cria um departamento de esportes junto a Secretaria de educação sob a chefia de um CC3 auxiliado por outros cargos comissionados que serão criados no departamento demonstrando que ao final tudo não passa de falácia. É o legítimo projeto engana bobo, eis que a estrutura física atual será mantida e os cargos criados suprem os cargos extintos sem qualquer efeito prático considerável para a economia do Município, com resultado desastroso para o esporte assisense. Ora senhores, as alterações propostas não visam melhorias para o esporte, mas sim, adequar os gastos municipais com educação à Lei de Responsabilidade Fiscal. Imaginem os desportistas que se já está ruim com uma secretaria, como ficará com um departamento, sem qualquer dotação orçamentária, sem verba e sem pessoal. Se este projeto passar da maneira como foi apresentado será um desastre para o esporte assisense, o golpe fatal e derradeiro em uma juventude já exposta ao perigo das drogas e da violência, basta caminhar na Praça Independência e Prça Cel Manoel Viana, para constatar o cheiro da maconha no ar, sem contar que a fumaça do crack é praticamente inodora, passando desapercebida pela maioria, mas o seu uso potencialmente mortal. Não podemos deixar o esporte morrer, esporte em qualquer modalidade é vida, é saúde, é disciplina, etc...e por tudo que representa, não pode e não deve ser tratado com tamanho descaso por quem tem o dever legal e moral de cuidar das pessoas."

Do Redação Regional: Outra preocupação é quanto ao Turismo e sua gestão. Enquanto outros municípios da região buscam se firmar e oferecer novas oportunidades para o setor, São Francisco de Assis parece que além de não ter fundamentado projetos nesta área, estão retrocedendo para o fim desta importante política pública de desenvolvimento no governo municipal? Afinal é preciso compreender que para São Francisco de Assis, Turismo nunca foi só "praia do Jacaquá".

Fonte: Portal Redação Regional

LEIA TAMBÉM

0 comentários