"

𝐓𝐉-𝐑𝐒 π‘π„π‚πŽππ‡π„π‚π„π” 𝐐𝐔𝐄 ππ€π‘π‚π„π‹π€πŒπ„ππ“πŽ 𝐃𝐄 π’π€π‹Γπ‘πˆπŽπ’ π‰π”π’π“πˆπ…πˆπ‚π€ ππ€π†π€πŒπ„ππ“πŽ 𝐃𝐄 πˆππƒπ„ππˆπ™π€Γ‡ΓƒπŽ 𝐀 π’π„π‘π•πˆπƒπŽπ‘π„π’ π„π’π“π€πƒπ”π€πˆπ’

23:05:00



𝐓𝐉-𝐑𝐒 π‘π„π‚πŽππ‡π„π‚π„π” 𝐐𝐔𝐄 ππ€π‘π‚π„π‹π€πŒπ„ππ“πŽ 𝐃𝐄 π’π€π‹Γπ‘πˆπŽπ’ π‰π”π’π“πˆπ…πˆπ‚π€ ππ€π†π€πŒπ„ππ“πŽ 𝐃𝐄 πˆππƒπ„ππˆπ™π€Γ‡ΓƒπŽ 𝐀 π’π„π‘π•πˆπƒπŽπ‘π„π’ π„π’π“π€πƒπ”π€πˆπ’


Em sessΓ£o das Turmas Recursais Reunidas, para julgamento de incidente de Uniformização de JurisprudΓͺncia o Tribunal de JustiΓ§a do Rio Grande do Sul (TJ-RS) reconheceu a necessidade de pagamento de danos morais, por parte do governo a servidores estaduais, em caso de parcelamento de salΓ‘rios. A decisΓ£o, que venceu por maioria de dois terΓ§os, Γ© da ΓΊltima quinta-feira (21).

A decisΓ£o fixa jurisprudΓͺncia, ou seja, somente a ocorrΓͺncia do parcelamento em si passa a, automaticamente, justificar o dano moral, sendo que os funcionΓ‘rios pΓΊblicos estarΓ£o dispensados de comprovΓ‘-lo.
De acordo com o Tribunal de Justiça, o entendimento só passa a valer após o trÒnsito em julgado, ou seja, quando não restar mais possibilidade de recursos. Por meio da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), o governo jÑ afirmou que irÑ recorrer da decisão.

No julgamento, não ficou decidido o valor da indenização. Cabe às turmas recursais, em cada processo individual, mensurarem a indenização devida.

Fonte: G1



LEIA TAMBÉM

0 comentΓ‘rios