RELATÓRIO DAS PRINCIPAIS OCORRÊNCIAS ATENDIDAS PELA BRIGADA MILITAR.





PESSOA NÃO HABILITADA

Na data de 25.09.2020, foi efetuado um registro de ocorrência pela Brigada Militar  na  Rua  Agricio   Fagundes   Ramos,  Bairro  Ari   Lopes,   onde   o  condutor,  vinha conduzindo uma motocicleta Honda CG, sendo abordado e constatado que o mesmo não possui carteira nacional de habilitação e o veículo não era de sua propriedade.

OUTROS CRIMES

Na data de 25/09/2020, a guarnição de serviço da Brigada Militar foi solicitada na rua Ernesto Alves, Bairro Centro, para efetuar um registro de ocorrência, sendo relatado pela atendente de uma loja, que uma cliente chegou para solicitar um serviço e que durante o atendimento a cliente ficou alterada, ficando irritada, ofendendo  a atendente.Foi confeccionado registro do fato.

ART. 268 CP – INFRINGIR DETERMINAÇÃO DO PODER PÚBLICO,DESTINADA A IMPEDIR INTRODUÇÃO OU PROPAGAÇÃO DE DOENÇA CONTAGIOSA   .  

Na noite  de  26/09/2020,  durante   de   ações  preventiva  de  policiamento  ostensivo,  a guarnição de serviço da Brigada Militar de São Francisco de Assis avistou em um Bar localizado na Avenida Farroupilha um grande movimento de pessoas. Chegando no local   foi    constatada   uma   grande   aglomeração   de   pessoas,   aproximadamente   30 pessoas   dentro   do   Bar   e   que   ninguém  fazia   o   uso   de   equipamentos   de   proteção conforme determinação dos decretos vigentes em nosso município – COVID 19. Que com a chegada da Brigada Militar muitos evadiram do local, sendo possível identificar e conter   no   local   11   pessoas.   Diante   dos   fatos   foi   confeccionado   um   termo circunstanciado,  posterior   assinatura   de   comprometimento   de   comparecimento   em juízo os autores foram liberados. 


DESOBEDIÊNCIA RESISTÊNCIA

Na data de 27/09/2020 foi abordado um veículo Gol, no Bairro João de Deus, sendo que foi identificado os ocupantes do veiculo e posterior liberados, posterior o veiculo passou pela  guarnição, sendo que o carona passou a ofender os policiais chamando de filhos da puta, sendo acompanhado e novamente abordado, sendo dado voz de prisão  e lavrado o termo circunstanciado no local.

Tecnologia do Blogger.